26092020Sáb
AtualizadoSex, 25 Set 2020 4pm

Conheça o Podcast Onconews no Spotfy

San Antonio 2015

Mastectomia associada à reconstrução tem maiores taxas de complicação e custos

Smith_Benjamin_NET_OK.jpgEntre as várias opções terapêuticas disponíveis para mulheres com câncer de mama em estadio inicial nos Estados Unidos, a mastectomia mais reconstrução tiveram as maiores taxas de complicação e custos associados, afirmou Benjamin D. Smith (foto), do MD Anderson Cancer Center, durante apresentação no 2015 San Antonio Breast Cancer Symposium.

"As mulheres com câncer de mama estadio inicial têm várias opções de tratamento local. Embora existam nuances de qual tratamento é melhor para cada paciente, há um grande grupo de pacientes para as quais a maioria, se não todas estas opções de tratamento são consideradas apropriadas", disse Benjamin.
 
As diretrizes de opções terapêuticas atuais para o câncer de mama localizado estadio inicial incluem lumpectomia mais irradiação completa da mama (lump + WBI), lumpectomia mais braquiterapia (lump + braqui), mastectomia sem reconstrução ou radiação (mast isolada), mastectomia com reconstrução sem radiação (mast + recon) e lumpectomia sem radiação (lump isolada).
 
"Nós realmente não temos uma boa estrutura para ajudar os pacientes a entender  quais as diferenças entre estes tratamentos com relação aos efeitos colaterais, custos para o paciente e para a fonte pagadora. Para mim, parecia uma caixa preta ", acrescentou Smith.
 
Métodos e resultados
 
Smith e colegas utilizaram duas fontes de dados para reunir informações sobre os custos de tratamento: o banco de dados Marketscan, para reunir dados sobre as mulheres mais jovens, e o banco de dados SEER-Medicare, que foi utilizado para coletar dados de mulheres mais velhas.
 
Os pesquisadores coletaram informações de mulheres diagnosticadas entre 2000 e 2011 com câncer de mama estadio inicial (T1/2 N0/1 M0), nenhum caso de câncer prévio, e cobertura de seguro completa nos 12 meses anteriores e ao longo de 24 meses após o diagnóstico. As complicações da terapia no período de dois anos de diagnóstico, incluindo feridas, infecção local, seroma ou hematoma, necrose gordurosa, dor mamária, pneumonite, fratura de costela, falência do enxerto e remoção do implante foram identificados utilizando códigos de diagnóstico e procedimento, e foram calculados os custos totais relacionados a complicações.
Com base em dados recolhidos a partir de 44.344 pacientes da coorte Marketscan, com idade média de 53 anos, o risco de complicações foi de 30% para lumpectomia + radiação da mama inteira, 45% para lumpectomia + braquiterapia, 25% para mastectomia isolada, e 56% para mastectomia + reconstrução. Para as mulheres mais velhas (idade média de 75 anos) da coorte de 60.867 pacientes do SEER-Medicare, o risco de complicações foi  de 38% para lumpectomia + radiação completa da mama, 51% para lumpectomia + braquiterapia, 37% para mastectomia isolada, 69% para mastectomia + reconstrução e 31% para lumpectomia isolada. O risco de complicações de mastectomia + reconstrução foi duas vezes maior do que o risco associado a lumpectomia + radiação completa da mama, tanto para as mulheres mais jovens como mais velhas.
 
Os custos relacionados com complicações foram U$ 8.608 superiores com mastectomia + reconstrução em comparação à lumpectomia + radiação completa da mama para as mulheres mais jovens com seguros privados e de $ 2.568 a mais para as mulheres mais velhas com Medicare. A terapia mais cara (custo do procedimento mais custo das complicações) para as mulheres mais jovens foi mastectomia + reconstrução, com um custo médio de $89.140, $23.421 a mais do que com lumpectomia + radiação da mama inteira.
 
Para pacientes Medicare, lumpectomia + braquiterapia e mastectomia + reconstrução foram as duas terapias mais caras, custando $37.741 e $36.166, respectivamente, enquanto o custo de lumpectomia + radiação de toda a mama foi $34.097.
 
Para o investigador, o estudo é útil para as pacientes, pois fornece informações sobre as consequências e custos envolvidos na escolha. "Os resultados também são particularmente relevantes do ponto de vista do pagador, dada a crescente ênfase colocada na promoção de tratamentos que são eficazes, seguros e custo-conscientes", disse Smith.
 
O estudo foi apoiado por fundos do Department of Health Services, Varian Medical Systems, e Duncan Family Foundation.
 
Referência: S3-07 Title: Complication and economic burden of local therapy options for early breast cancer
 

 
 

Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
300x250 ad onconews200519