26012021Ter
AtualizadoSex, 22 Jan 2021 4pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Oncologia Mamária

  • NEJM reporta novos dados sobre câncer de mama e variantes patogênicas

    DNA 2017 NET OKDois estudos publicados 20 de janeiro na New England Journal of Medicine fornecem novos dados para compreender a associação entre uma série de genes de suscetibilidade ao câncer e risco de câncer de mama.

  • União Europeia aprova trastuzumab deruxtecan no câncer de mama HER2+

    approved NET OKA Comissão Europeia aprovou o uso de trastuzumab deruxtecan (Enhertu®) para o tratamento em monoterapia de pacientes com câncer de mama HER2-positivo irressecável ou metastático previamente tratados com dois ou mais regimes anti-HER2. A decisão foi baseada nos resultados do estudo Fase II DESTINY-Breast01.

  • Assinatura BR-BCSC: células-tronco, metástases cerebrais e prognóstico no câncer de mama linfonodo positivo

    cristiano padua 2020 ok bxCristiano de Pádua Souza (foto), oncologista do Hospital de Câncer de Barretos, é coautor de estudo que demonstrou que o enriquecimento de uma assinatura de células-tronco do câncer de mama (BCSC) foi encontrado em metástases cerebrais e pode ser utilizado como um novo fator prognóstico em pacientes com câncer de mama. Os resultados foram publicados no periódico Cells, em artigo realizado em parceria com pesquisadores da Universidade do Porto.

  • Manejo da axila no câncer de mama

    O mastologista Silvio Bromberg, médico do Hospital Israelita Albert Einstein e da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo, analisa o extravasamento linfonodal e a importância de êmbolo tumoral peri linfonodal em estudo que rediscute os parâmetros de descalonamento axilar do estudo ACOSOG Z 11. Outro assunto abordado é o manejo da axila após a quimioterapia neoadjuvante, tema de Spotlight Session no Congresso de San Antonio. Ouça, em mais um PODCAST ONCONEWS.

  • Vídeo: SABCS 2020 e os avanços no câncer de mama

    Os médicos Felipe Ades e Silvio Bromberg comentam alguns dos estudos que foram destaque na programação científica do San Antonio Breast Cancer Symposium 2020. "A tônica foi reforçar a segurança no de-escalonamento do tratamento adjuvante, reduzindo a intensidade e garantindo a mesma eficácia, com menos efeitos colaterais”, observa Ades. Assista, na TV ONCONEWS.

  • I-SPY-2: Biomarcadores de resposta a durva + olaparibe

    MAMA NET OKNova análise do estudo I-SPY-2 apresentada no 2020 SABCS avaliou biomarcadores de resposta a durvalumabe combinado com olaparibe no tratamento neoadjuvante de pacientes com câncer de mama de alto risco.

  • HER2 low: prevalência e impacto na resposta à quimioterapia neoadjuvante

    Tomás Reinert 2020 bxTerapias inovadoras têm mostrado atividade promissora em pacientes com câncer de mama HER2-low e estudo brasileiro liderado pelo oncologista Tomás Reinert (foto) buscou estabelecer a prevalência dos subgrupos HER2-low e HER2-zero e sua correlação com resposta à quimioterapia neoadjuvante (NACT) em pacientes com câncer de mama HER2-negativo.

  • Tendências da mortalidade por câncer de mama no Brasil

    guilherme marta 2 bxEstudo apresentado no 2020 San Antonio Breast Cancer Symposium avaliou as tendências de mortalidade por câncer de mama no Estado de São Paulo de 2004 a 2017. O oncologista Guilherme Nader Marta (foto), médico do ICESP, é o primeiro autor do trabalho.

  • Câncer de mama e síndrome de Li Fraumeni

    vanessa petry bxVanessa Petry (foto), oncologista do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP), assina estudo que discute o fenótipo e prognóstico de pacientes com câncer de mama e variantes patogênicas do TP53, aceito no programa do 2020 San Antonio Breast Cancer Symposium.

  • Trastuzumab deruxtecan no câncer de mama HR+ HER2 low

    Bardia bxTrastuzumab deruxtecan (T-DXd; DS-8201) versus quimioterapia de escolha do investigador no câncer de mama metastático, em pacientes com baixa expressão de HER2, receptor hormonal positivo (HR+) e progressão da doença após terapia endócrina no cenário metastático. Esse é o desenho do ensaio randomizado de Fase III DESTINY- Breast06 selecionado para o SABCS 2020 , na sessão Trial in Progress. O oncologista Aditya Bardia (foto), da Harvard Medical School, é o pesquisador sênior do estudo.

  • SABCS: Hospital da USP mostra impacto da COVID no tratamento do câncer de mama

    franklin pimentel bxFranklin Pimentel (foto), do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto, é primeiro autor de estudo que avaliou os fatores relacionados à eficácia e segurança da quimioterapia (neo)adjuvante no tratamento do câncer de mama, com estimativas do impacto provocado pela pandemia de COVID-19.

  • Análise baseada em Inteligência artificial promete refinar a classificação HER2

    deep learning bxAbordagem que explorou a tecnologia do deep learning baseada em inteligência artificial (IA) estabeleceu um escore inédito para a classificação de HER2, designado de Quantitative Continuous Score (QCS). Os resultados foram selecionados no programa do 2020 San Antonio Breast Cancer Symposium.

  • Vídeo: BYLieve e a eficácia de alpelisibe no câncer de mama avançado com mutação PIK3CA

    A oncologista Hope Rugo, diretora do programa de ensaios clínicos em oncologia mamária da Universidade da Califórnia, em San Francisco, apresentou no SABCS 2020 os resultados da coorte B do estudo de Fase II BYLieve, demonstrando a eficácia de alpelisibe em combinação com letrozol no tratamento de pacientes com câncer de mama avançado HR+, HER2- com mutação no PIK3CA no cenário pós-CDK4/6i. A especialista é convidada da TV Onconews, em vídeo com participação do oncologista Felipe Ades. Assista.
  • BYLieve: alpelisibe + letrozol no câncer de mama avançado HR+/HER2- com mutação PIK3CA

    daniella ramone 2020 bxResultados do estudo multicêntrico de Fase II BYLieve apresentados no SABCS 2020 sugerem que alpelisibe (Piqray®, Novartis) em combinação com letrozol pode ser uma opção de tratamento eficaz para pacientes com câncer de mama avançado HR+, HER2- com mutação no PIK3CA no cenário pós-CDK4/6i. A oncologista Daniella Ramone (foto), médica do Hospital Felício Rocho, em Belo Horizonte (MG), comenta os resultados.

  • PRIME: Radioterapia adjuvante na paciente idosa e resultados de sobrevida

    ian bxOmitir a radioterapia após a cirurgia conservadora de mama pode não afetar as taxas de sobrevida em 10 anos de pacientes mais velhas com câncer de mama receptor hormonal positivo de baixo risco, como apontam dados atualizados de 10 anos do estudo PRIME II apresentados no 2020 San Antonio Breast Cancer Symposium. “Metade dos pacientes com diagnóstico de câncer de mama em países desenvolvidos tem mais de 65 anos”, disse Ian Kunkler (foto), professor de oncologia clínica do Western General Hospital da Universidade de Edimburgo, dimensionando o impacto dos resultados no ambiente de assistência.

  • Meta-análise mostra dados de fertilidade em sobreviventes de câncer

    gravidez bxMeta-análise mostrou que sobreviventes de câncer de mama em idade fértil são menos propensas a engravidar e enfrentam maior risco de complicações, como o parto prematuro. No entanto, a maioria das sobreviventes que engravida tem bebês saudáveis ​​e não têm efeitos adversos a longo prazo, de acordo com dados apresentados no 2020 San Antonio Breast Cancer Symposium, realizado de 8 a 11 de dezembro.

  • monarchE: dados de longo prazo confirmam benefício de abemaciclibe

    rastogi okDados de acompanhamento estendidos do estudo Fase III monarchE reforçam o benefício da adição do inibidor de CDK4/6 abemaciclibe à terapia endócrina adjuvante padrão na sobrevida livre de doença invasiva (IDFS) em pacientes com câncer de mama inicial de alto risco, HR-positivo, HER2-negativo. Os resultados foram apresentados no SABCS 2020 por Priya Rastogi (foto), professora associada da Universidade de Pittsburgh e diretora médica da National Surgical Adjuvant Breast and Bowel Project (NSABP) Foundation.

  • RxPONDER: escore de recorrência, status menopausal e quimioterapia no câncer de mama

    Kevin Kalinsky 2020Mulheres na pós-menopausa com câncer de mama inicial, com 1-3 linfonodos positivos e baixo índice de recorrência podem ignorar a quimioterapia adjuvante. É o que apontam resultados de ensaio clínico randomizado  (SWOG S1007 RxPONDER ) destacado no programa científico do SABCS 2020, em apresentação do oncologista Kevin Kalinsky (foto), diretor da Glenn Family Breast Cancer no Instituto de Câncer da Universidade Emory, em Atlanta. Após acompanhamento médio de 5,1 anos, pacientes na pós-menopausa com câncer de mama inicial linfonodo positivo com pontuação de recorrência <25 no teste Oncotype Dx não tiveram nenhum benefício adicional com a quimioterapia.

  • Estudo brasileiro mostra caracterização genômica do câncer de mama masculino

    cancer mama homens NET OKEstudo brasileiro traz novos dados sobre o câncer de mama masculino, agora com a caracterização oncogenética e padrões imuno-histoquímicos de pacientes diagnosticados no Hospital Haroldo Juaçaba, em Fortaleza.

  • SABCS: Trastuzumab deruxtecan mostra resultados da combinação com nivolumabe

    MAMA bxEstudo de fase 1b que avalia trastuzumab deruxtecan (T-DXd. DS-8201) em combinação com nivolumabe (Nivo) em pacientes com câncer de mama (BC) irressecável ou metastático HER2+ apresentou resultados iniciais no 2020 San Antonio Breast Cancer Symposium (SABCS).

Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519